★★☆☆☆

Filosofia é algo complicado para se entender, sempre lidando com "meta" fatores ao invés de tratar do fator em si.

E quando o autor fica divagando ao invés de explicar as coisas, entender filosofia fica ainda pior.

O estilo da escrita do livro é o que realmente estraga o prazer de ler. Frases minúsculas, falta de uso de vírgula ao continuar pensamentos (o que te força a voltar e ler de novo, para tentar colocar as vírgulas nos lugares dos pontos para que o pensamento siga seu fluxo normal) e uma completa divagação do assunto (de novo, entrecortado pelas frases minúsculas) faz com que entender o que o autor quer dizer uma tarefa praticamente impossível.

A sorte é que o último 1/3 do livro foi escrito por outro autor e nesse ponto sim as coisas fazem sentido. Finalmente começa-se do princípio, vai-se ao meio e termina-se no fim, ao invés de abrir 15 princípios no meio e nunca chegar a um fim.

Vale pelo último 1/3, o resto é uma baderna de ser lido sem que se chegue a uma conclusão.