★★☆☆☆

"O Príncipe" é, basicamente, um livro para perder a fé na humanidade. Tudo se relaciona com o poder e como mantê-lo; como convencer os outros de que você é a resposta certa e os demais estão raros -- uma fato que, se olhar as figuras que tem aparecido no final de 2016, torna-se contuendemente óbvias, utilizando os princípios "maquiavélicos" para se propagar na atmosfera política.

Entretanto, esse livro não é O Príncipe. Esse livro é uma análise sobre O Príncipe. E embora a escolha de trechos tenha sido muito interessante, a análise fica devendo muito para com o conteúdo. Enquanto o príncipe fala, por exemplo, como a Alemanha se manteve unida, pronta pra guerra e adorando seu líder, a análise resolve falar de... pessoas tímidas? O que é que A tem a ver com B?

De novo, O Príncipe parece ser, pelos trechos escolhidos, bem interessante. A análise, conteúdo desse livro, no entanto, parece se referenciar a algo completamente diferente.